hipós e hiper glicémias o que fazer?

 

Alterações na absorção dos hidratos de carbono e o desporto.

 

É essencial para o nosso organismo que exista um equilíbrio entre:

 

Þ    Hidratos de carbono (açucar): Que constituem alguns dos componentes da nossa alimentação;

Þ    Insulina: Substancia que facilita, a nível celular, a degradação das moléculas complexas dos hidratos de carbono e a incorporação intracelular de açúcares mais simples (Glicose).

 

Deste modo, os desequilíbrios podem resultar do excesso ou defeito de qualquer destas substâncias: Glicose ou Insulina. Dando origem a situações de Hipoglicémia (Hipo=menos; glico=açucar; emia=sangue) ou de hiperglicemia (Hiper=mais).

 

A realização de desporto é um dos métodos importantes para o equilíbrio e controlo de situações de hipoglicémia e hiperglicemia, pois para além de poder melhorar a sensibilidade do aumento da insulina, também consome a glicose.

 

Apenas irei fazer uma abordagem à hipoglicémia, pois é mais frequente ocorrer na prática de desporto.

 

No caso da hiperglicemia, ocorre mais por não existir prática de exercício físico (Sedentarismo), sendo o desporto nesta situação uma mais valia para melhorar a sensibilidade do aumento da insulina, pois permite uma degradação da glicose em excesso, como referido anteriormente, assim como ajuda a prevenir a obesidade, colesterol e de possíveis doenças cardiovasculares.

 

A hipoglicémia, resulta de situações em que o fornecimento insuficiente de substrato calórico (Glicose) ao organismo ou, em sentido contrário, resultante de uma produção exagerada de insulina pelo pâncreas, desequilibrando a relação destas substancias.

 

Deste modo as causas mais frequentes de hipoglicémia, no decorrer da prática de exercício físico, podem relacionar-se com:

 

Þ    Jejum prolongado, ou seja, tendo menos açúcar em circulação e realizando exercício físico normal, leva a que exista um consumo de glicose que nesta situação não existe em quantidade suficiente para suprimir as necessidades do organismo, levando posteriormente a um conjunto de sinais e sintomas que irei a abordar mais à frente;

 

Þ    Esforços físicos incomuns, exagerados e em condições climatéricas desfavoráveis que aumentam os consumos energéticos do organismo, dando origem a menos açúcar em circulação.

 

Sintomatologia:

 

  • Fraqueza com sensação de fome;
  • Palidez acentuada;
  • Pulso rápido e cheio;
  • Ventilação superficial e tendencialmente deprimida;
  • Sudorese abundante e fria;
  • Lipotimia (desmaio, desfalecimento);
  • Entre outras…

 

Como prestar um primeiro socorro em situação de hipoglicémia:

 

Þ    Se tiver um equipamento disponível (máquina de avaliação de glicémia capilar), deverá obter o valor da glicémia (<60mg/dl);

Þ    Se a pessoa estiver consciente (questiona-la sobre a sua ultima refeição, a que horas foi, e a quantidade que comeu), e se conseguir deglutir, pode dar-se água com açúcar ou sumo fortemente açucarado;

Þ    Se a pessoa estiver inconsciente, deve ser mantida a via aérea permeável e colocar um torrão de açúcar sublingual ou mesmo espalhar uma papa de açúcar (açúcar com água) na face interna da bochecha, isto para que a absorção do açúcar seja feita rapidamente;

Þ    Chamar o 112, caso a situação não melhore;

Þ    Manter a temperatura corporal;

Þ    Vigiar sempre as funções vitais.

 

 

Caso tenham alguma dúvida têm toda a liberdade para expor, terei todo o gosto e disponibilidade de vos poder ajudar e aconselhar.

 

 

Artigo realizado por Ana Sofia Comba

Deixe uma resposta

Você pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>